sexta-feira, 24 de setembro de 2021

PoeticaMente

Deixe comentário

Sete poemas lusófonos para homenagear as mães

Ser mãe Ser mãe é desdobrar fibra por fibrao coração! Ser mãe é ter no alheiolábio que suga, o pedestal do seio,onde a vida, onde o amor, cantando, vibra. Ser mãe é ser um anjo que se librasobre um berço dormindo! É ser anseio,é ser temeridade, é ser receio,é ser força que os males equilibra! Todo o bem...

Continue lendo

10 poemas apaixonados sobre olhos

06 de dezembro de 2020 Por onde começa o amor? Certamente pelo olhar. É pelo olhar também que o amor se revigora e se eterniza. Se há olhos nos olhos há paixão, há amor. Selecionamos 10 poemas românticos sobre o olhar. Teus olhos Deus pintou teus olhos da cor sublime da noite estrelada e do verde MarPara que...

Continue lendo

SEIS POEMAS PARA DECLARAÇÃO DE AMOR

06 de dezembro de 2020 Oferta Saibam quantos este meu verso viremQue te amoDo amor maiorQue possível for Oswald de Andrade: Poesias reunidas Soneto da fidelidade  De tudo ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento.  Quero vivê-lo em cada vão momento E...

Continue lendo

O açúcar

27 de abril de 2019 O branco açúcar que adoçará meu cafénesta manhã de Ipanemanão foi produzido por mimnem surgiu dentro do açucareiro por milagre. Vejo-o puroe afável ao paladarcomo beijo de moça, águana pele, florque se dissolve na boca. Mas este açúcarnão foi feito por mim. Este açúcar veioda mercearia da esquina e tampouco o fez o...

Continue lendo

Teus olhos

Deus pintou teus olhos da cor sublime da noite estrelada e do verde MarPara que fossem os mais belos do mundoE para que quem os vissem se encantasse para sempre. Que outra mulher terá olhos tão belos quanto os teus?Que outra mulher terá no olhar brilho tão intenso e cativante quanto os teus?Que outra mulher no mundo, mesmo...

Continue lendo

Presságio

06 de novembro de 2019 O amor, quando se revela,Não se sabe revelar.Sabe bem olhar p'ra ela,Mas não lhe sabe falar.Quem quer dizer o que senteNão sabe o que há de dizer.Fala: parece que mente...Cala: parece esquecer...Ah, mas se ela adivinhasse,Se pudesse ouvir o olhar,E se um olhar lhe bastasseP'ra saber que a estão a amar!Mas quem sente...

Continue lendo

Teus olhos

Que lindos olhosQue estão em ti!Tão lindos olhosEu nunca vi...Pode haver belosMas não tais quais;Não há no mundoQuem tenha iguais.São dois luzeiros,São dois faróis:Dois claros astros,Dois vivos sóis.Olhos que roubamA luz de Deus:Só estes olhosPodem ser teus.Olhos que falamAo coração:Olhos que sabemDizer paixão.Têm tal encantoOs olhos teus!— Quem pode mais?Eles ou Deus? Junqueira FreirePublicado no livro Poesias Completas

Continue lendo

SONHOS DE VIRGEM.

SONHOS DE VIRGEM.A M.*** I.Que sonhas, virgem, nos sonhosQue à mente te vem risonhosNa primavera inda em flor?No celeste devaneio,No doce bater do seio,Que sonhas virgem? – amor?Que céus, que jardins, que flores,Que longos cantos de amoresNos lindos sonhos te vem?E quando a mente delira,E quando o peito suspira,Suspira o peito – por quem?Sonhando mesmo acordada,Pendida a fronte...

Continue lendo

As sem-razões do amor

Eu te amo porque te amo.Não precisas ser amante,e nem sempre sabes sê-lo.Eu te amo porque te amo.Amor é estado de graçae com amor não se paga. Amor é dado de graça,é semeado no vento,na cachoeira, no eclipse.Amor foge a dicionáriose a regulamentos vários. Eu te amo porque não amobastante ou de mais a mim.Porque amor não se...

Continue lendo
Page 1 of 2 1 2
Deixe comentário